quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Intimidade com Deus

JESUS PARA OS ÍNTIMOS
INTIMIDADE COM DEUS

“Nele [em Jesus] habita corporalmente TODA a plenitude da Divindade”. (Colossenses 2.9). (destaque meu).

Este texto aparentemente não tem nada a ver com o tema supracitado. Isto, porém, é só o que parece ser, mas não é. Na verdade há uma ligação íntima entre o texto e o tema. Ambos estão interligados.

Eu explico: É que a Carta de Paulo aos colossenses foi escrita para proteger a Igreja de Jesus, em Colossos, dos falsos ensinos que tentavam, já naquela época, se infiltrar na Igreja. Gnosticismo é o nome dado comumente a este sistema falso de doutrina. Era uma mistura de práticas judaicas, filosofia e misticismo gregos. Um sincretismo religioso.

Dentre seus vários ensinos, havia a crença fundamental de que o princípio do mal estava na matéria. A matéria sendo má, Deus não poderia ter contato com a Terra e tudo o mais que nela existe, inclusive o homem. Nem mesmo poderia tê-los criado. Para isso, Ele, então, criou emanações ou deuses menores (sub-deuses) e de poder inferior, que por sua vez, criaram outras emanações cada vez mais inferiores até que todas as materialidades existentes viessem a existir. O homem, por ser revestido de matéria, era tido como a criatura mais distante e necessitada do conhecimento de Deus.

Para os gnósticos, Jesus não era Deus, e sim uma daquelas emanações (sub-deus), visto ter ele participado da natureza humana, da materialidade - origem do mal.

Assim, Deus jamais se humanizaria e se revelaria ao homem sob o risco de se contaminar com o mal (a matéria). O homem é quem deveria desesperadamente ir ao encontro de Deus. E para que este homem alcançasse a plenitude e a intimidade com Deus, necessário seria que ele empreendesse um esforço próprio e adquirisse um conhecimento (gnose) especial, secreto, destinado somente aos “iniciados”; atentasse para certas práticas judaicas como a observação de dias, festas e alimentos (legalismo); cumprisse algumas regras de privação do corpo – “não toque! não manuseie! não prove!” (ascetismo); e, tivesse experiências extáticas – “visões, culto dos anjos” (misticismo). Cl 2.16-23.

Mas o que isso tem a ver com intimidade com Deus?

Bem, foi nesse contexto que Paulo escreveu aos colossenses dizendo: “Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo. Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, e nEle, que é o cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude”. Cl 2.8-10. Outra versão, no verso 10 (parte sublinhada), diz: “nEle vocês estão aperfeiçoados”.

O que o apóstolo Paulo está querendo dizer, aos irmãos de Colossos e a nós, é o seguinte:

1) Não somos nós que vamos a Deus (como queriam os gnósticos com suas práticas). Deus é que veio a nós na pessoa de seu Filho Jesus;

2) A intimidade, a comunhão, a salvação, não se consegue por esforço próprio, mas sim pela graça de Deus. (Deus nos amou e enviou seu Filho);

3) Quem crer em Jesus já tem intimidade, comunhão, e a plenitude de Deus, pois “em Cristo habita TODA (não só uma parte) a plenitude de Deus” e quem crer em Jesus possui, também, aqui e agora, toda a plenitude, plena comunhão, e intimidade com Deus. É isso que está escrito no verso 10: “nEle [em Jesus] vocês receberam a plenitude”. Ou como diz n’outra versão: “nEle [em Jesus] vocês já estão aperfeiçoados”;

4) Em Cristo não nos falta mais nada. NEle estamos perfeitos, plenos. Se alguém não crê nisso, também não crê na Bíblia;

5) O íntimo de Deus é aquele que creu em Jesus.

6) Só existe um que foi perfeito – Jesus. E para nós só existe uma maneira de sermos perfeitos nesta vida – é ser perfeito nEle. É isso que Paulo está dizendo. A perfeição já é algo alcançado em Cristo Jesus. É evidente que nosso estado real, nesta vida, é de imperfeição e sempre será enquanto aqui vivermos. Por isso mesmo é que somente em Cristo é que temos a perfeição, a plenitude, a plena intimidade com Deus. Creia nisso!

7) Quem está buscando intimidade com Deus é porque ainda não tem intimidade com Ele. Não creu como deveria crer. Está diminuindo a pessoa de Cristo e lançando mão de meios humanos para conseguir aquilo que, em Cristo, nós, os que cremos, já possuimos.

8) Paulo dizia que a espiritualidade dos gnósticos era infantil, imatura, ABC (“rudimentos”, “princípios elementares”), pois eles buscavam uma perfeição, uma comunhão, uma intimidade que, em Cristo, os crentes de Colossos já possuiam.

9) Na passagem de um ano para o outro é comum vermos pessoas buscando nos videntes, pais de santo, nas leituras de mãos, nas cartas, nos astros,... como será o seu futuro: se vai se dá bem no amor, na vida financeira, etc. Isso também é uma espiritualidade infantil. Isso porque eles buscam alcançar algo que, para quem tem Jesus, já é algo alcançado. Enquanto eles buscam oscilantemente saber se vão se dá bem no futuro, o cristão sabendo que sua vida está nas mãos de Deus, já sabe que seu amanhã é de paz, mesmo quando as ciscunstâncias sinalizam o contrário, pois “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o seu decreto”. Este versículo é seletivo, é só para os que são chamados por Deus. É para os que creem em Jesus. Você crê? Então você não precisa de consultar advinhos, pois seu futuro está seguro em Cristo. Eles, os advinhos, nada sabem. Dizem que sabem, mas não sabem. E você também sabe que eles não sabem.

10) Hoje no meio evangélico tem-se falado muito em INTIMIDADE com Deus. Isso está nas músicas, nos livros, nas mensagens, etc. Expressões como “apaixonados por Deus”, dsesesperados por Deus” tem sido ouvidas com frequência. Eu digo como Paulo: “Cuidado!” (Cl 2.8). Cuidado, digo, para que ninguém se utilize de recursos humanos, de esforço próprio, para querer obter essa intimidade, e deixe de buscá-la em Cristo. Não há coisa que me deixa mais apaixonado por Jesus do que saber que, nEle (não me canso de repetir), já tenho intimidade com Deus, nEle estou aperfeiçoado. Aleluia! Isso é maravilhoso. “Justificados, pois, PELA FÉ, temos PAZ [porque não dizer “temos comunhão, intimidade”] com Deus, POR MEIO de CRISTO JESUS”. Rm 5.1.


“Jesus eu quero deitar no teu colo...lá, lá, lá...”. (lembram?).


Duvido você dá um grito de júbilo aí onde você está agora! (faça somente se vc entendeu e não porque eu sugerí).


Um beijo pra todos.

Ismar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget